Galaxy S22 Ultra empata em teste de câmera com variantes Snapdragon e Exynos

Devido a má experiência que muitos usuários tiveram com smartphones da linha Galaxy S equipados com processadores da Samsung em versões anteriores, a fabricante anunciou a chegada da linha Galaxy S22 com chipset Snapdragon 8 Gen 1. Além de problemas com a autonomia de bateria, os Exynos têm apresentado desempenho abaixo de chipsets concorrentes.

Além dos problemas já citados, as variantes que portam os chipsets Exynos costumam apresentar resultados inferiores em resultados fotográficos também. Entretanto, a situação parece ter mudado com o Galaxy S22 Ultra. Segundo o portal especializado DxOMark, as duas variantes do S22 Ultra apresentaram performance e qualidade semelhantes em teste de câmeras, o que talvez não seja uma boa notícia. Entenda:

Após o lançamento global do smartphone, em fevereiro, a versão Exynos do S22 Ultra passou pelos testes do DxOMark e acabou ficando fora até do top 10 da lista. Com a pontuação “decepcionante” obtida, esperava-se que portando o chipset da Qualcomm, o S22 Ultra pudesse alcançar a pontuação de concorrentes como o iPhone 13 Pro e o Pixel 6 Pro, algo que não ocorreu. As duas variantes alcançaram um total de 131 pontos, dividindo assim a 14° posição do ranking.

Segundo o portal, apesar de resultados tão semelhantes, foi possível observar que o S22 Ultra apresenta peculiaridades (boas e ruins) específicas de cada versão, como por exemplo, o excesso de nitidez presente apenas na versão com o chipset da Qualcomm.

Pontos positivos:

  • Balanço de branco preciso e bons detalhes
  • Boa exposição e ampla faixa dinâmica
  • Boas cores e boa exposição em fotos noturnas com flash-off
  • Isolamento preciso do assunto e gradiente de desfoque no modo bokeh
  • Exposição precisa e ampla faixa dinâmica em luz brilhante e vídeo interno
  • Cor agradável e tons de pele no vídeo
  • Rastreamento de rosto preciso em vídeo
  • Estabilização de vídeo eficaz ao caminhar durante a gravação

Pontos negativos:

  • Ruído de luminância em foto e vídeo
  • Foco automático lento
  • Artefatos de imagem , incluindo artefatos de toque , franjas e fusão
  • Instabilidades de textura fortes em tele shots
  • Toque forte e perda de detalhes finos no vídeo
  • O balanço de branco é lançado em luz brilhante e vídeos internos

Sem sombra de dúvidas, era esperado que o novo topo de linha da Samsung alcançasse uma pontuação maior no ranking, principalmente a variante Snapdragon. Apesar de não ter conseguido, o smartphone com certeza segue sendo uma das melhores opções do mercado quando o assunto é poder fotográfico e desempenho.

Mas e aí, concorda com a posição do Galaxy S22 Ultra na lista?

Fontes: DxOmark/TudoCelular

Sobre Gerpherson Avelino

Redator e fotógrafo mobile.